Booking
Booking
Photos
Map
Reviews
Begär
  • Nas últimas décadas, em particular, após o início das obras do Porto Maravilha, estudos e escavações arqueológicas trouxeram à tona a importância histórica e cultural da Região Portuária do Rio de Janeiro para a compreensão do processo da Diáspora Africana e da formação da sociedade brasileira.

    Este tour vai permitir que os participates percorram o circuito e compreendam melhor o processo da Diáspora Africana e a formação da sociedade brasileira. O percurso dura em média duas horas e meia com roteiro que parte do Largo de São Francisco da Prainha, passa pela Pedra do Sal, sobe o Morro da Conceição e chega ao Jardim Suspenso do Valongo, de onde se vê o Largo do Depósito de cima.

    Na praça Jornal do Comércio, o grupo visita o Cais do Valongo, candidato a Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Na Rua Pedro Ernesto, as duas últimas paradas são o Centro Cultural José Bonifácio (CCJB) e o Cemitério dos Pretos Novos.

    Cada um dos pontos indicados remete a uma dimensão da vida dos africanos e seus descendentes na Região Portuária. O Cais do Valongo e da Imperatriz representa a chegada ao Brasil. O Cemitério dos Pretos Novos mostra o tratamento indigno dado aos restos mortais dos povos trazidos do continente africano. O Largo do Depósito era área de venda de escravos. O Jardim Suspenso do Valongo simboliza a história oficial que buscou apagar traços do tráfico negreiro – ao seu redor, havia casas de engorda e um vasto comércio de itens relacionados à escravidão. Já a Pedra do Sal foi ponto de resistência, celebração e encontro. E a antiga escola da Freguesia de Santa Rita, atual CCJB, remete à educação e à cultura como instrumentos de libertação em nossos dias.

  • No Records Found

    Sorry, no records were found. Please adjust your search criteria and try again.

    Google Map Not Loaded

    Sorry, unable to load Google Maps API.

  • Overall Rating:

    Leave a Review

  • Contate-nos