Informações
Informações
Fotos
Mapa
Avaliações
Anúncios Relacionados
  • Sua ocupação inicial deu-se em 1743 pelo então Governador Gomes Freire de Andrade, o Conde de Bobadela. Sua intensão era construir uma nova Casa dos Governadores para sediar o Governo das capitanias do Rio de Janeiro e São Paulo e solicitou ao engenheiro José Fernandes Alpoim a construção de uma nova Casa. Porém Alpoim aproveitou os edifícios que já existiam no local que serviam para a Casa da Moeda e o Armazém Del Rey, acrescentou mais dois pisos novos e esta reforma resultou em uma sóbria e bela construção em alvenaria caiada de branco. As janelas receberam moldura de pedra de cantaria e vários pátios internos interligavam os prédios e por ali se fazia a circulação.

    Serviu também de moradia para D. João VI no Brasil. Ali aconteceram fatos e cerimônias importantes para o país, como as coroações de D. Pedro I e D.Pedro II, bem como a assinatura da Lei Áurea pela Princesa Isabel.

    Com a chegada ao Rio da família real portuguesa, em 1808, o edifício foi promovido a Paço Real. Estando no coração da cidade, em pleno centro comercial da cidade do Rio de Janeiro, o então casario tornou-se um ponto estratégico para a chegada de embarcações e visitações políticas.

    A entrada principal recebeu uma bela portada de mármore de lioz que dava acesso ao piso superior. Seu aspecto imponente a destacava das outras edificações vizinhas, o que fez com que em pouco tempo, o prédio se convertesse num centro da política local e regional. Até 1808, a Casa da Moeda e o Real Armazém continuaram a funcionar no andar térreo.

    Curiosidade: Na frente do Museu Imperial há um piso especial, feito na época, para que as carruagens ali chegassem pudessem frear com mais facilidade.

  • No Records Found

    Sorry, no records were found. Please adjust your search criteria and try again.

    Google Map não carregado

    Desculpe, não é possível carregar API do Google Maps

  • Deixe uma avaliação